Olá brisa do mar!

Aqui na quinta temos duas cadelas: a Beringela e a Feijoca. Entraram nas nossas vidas de formas diferentes: escolhemos a Beringela e a Feijoca escolheu-nos.

A Beringela é a mais velha, uma beagle de 2 anos. Optámos por esta raça por causa do tamanho, pêlo curto e por ser doce e gira. A Beringela é tudo isto e ainda mais: independente, teimosa…e  fugitiva. Um dos seus passatempos é fugir da quintar. E importa notar que ela já tem cadastro, pois é matadora de galinhas. Os beagles são cães de caça, por isso estava à espera de quê, certo?

A Feijoca chegou à nossa quinta em Abril deste ano. Um dia o Hugo (o meu namorado) foi à rua e viu-a debaixo do carro. Tentámos encontrar o/a dono/a dela, mas não tivemos sorte. Acabámos por criar uma ligação com a Feijoca e decidimos adoptá-la. Não sabemos o seu passado e não tem raça. Contudo, a única coisa que interessa é o facto de ser uma grande amiga e de aprender rápido. Aliás, foi por causa dela que a Beringela deixou de fazer chichi em casa. Finalmente tivemos alguma paz de espírito!

São ambas diferentes, mas amo-as de igual forma.

A Beringela e a Feijoca são como irmãs, por isso aprendem uma com a outra. Contudo, sendo a Beringela a mais velha acaba por exercer controlo sobre a Feijoca. Na prática, fogem juntas! Já fizeram isso algumas vezes, mas a última foi simplesmente de mais.

Enquanto estávamos a ver televisão, a Beringela viu a porta aberta por acaso e usou essa oportunidade para fugir, juntamente coma sua companheira fiel, a Feijoca. Quando é que achas que voltaram? Não foi de certeza depois do jantar ou de irmos para a cama. Acordámos e ainda sem nenhum sinal das duas fugitivas. Tentei não ficar preocupada, mas a verdade é que estava a tornar-se difícil não pensar que o pior podia ter acontecido…

A Beringela e a Feijoca regressaram apenas por volta das dez da noite, mais de 24 horas depois de terem desaparecido. Fiquei tão aliviada e feliz quando as vi! Só queria abraçá-las! Contudo, tive de me controlar e acabaram por ver a minha cara pouco amiga e desiludida. Não sabemos onde estiveram, o que fizeram, mas pelo menos estavam vivas e bem, mas também com fome e sede e com ar de “culpadas”.

Finalmente estão em casa.

 

Sorri e sê feliz,

Natacha

 

 

Pin It on Pinterest