Olá brisa do mar!

Nas últimas semanas estive ausente aqui do blog para poder preparar o Retiro de Outono – detox, mindfulness, yoga, natureza que decorreu na Ilha do Faial de 4 a 7 de Outubro. Foram dias de auto-conhecimento, de partilha e de muita cumplicidade.

O retiro incluiu, a título de exemplo:

  • Yoga
  • Meditação
  • Mindfulness
  • Alimentação detox
  • Sessões de empoderamento feminino
  • Caminhada na natureza

Como o Outono é a estação do elemento Metal*, de acordo com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), o nosso enfoque foi no apoio aos dois órgãos associados a este elemento: os pulmões e o intestino grosso. Houve, portanto, que nutrir estes dois órgãos a nível físico, mental, emocional e espiritual.

Mas talvez te estejas a perguntar: o que é que os pulmões têm a ver com o intestino grosso? É que para a MTC estes dois órgãos complementam-se energeticamente**: para darmos espaço ao novo, função dos pulmões que recebem o oxigénio, temos de nos ver livres do velho, como o intestino grosso que descarta o desperdício.

De acordo com a MTC problemas respiratórios como gripes e constipações, asma e bronquite, e intestinais como diarreia, obstipação e colite indicam um desequilíbrio neste elemento. Mas também a fragilidade emocional, a melancolia e a depressão assinalam desarmonia neste elemento. É que a tristeza máxima sente-se nos pulmões. Como podemos então sentir-nos melhor? Ficam aqui 3 conselhos:

1. Alimentação: os alimentos que nutrem mais o elemento Metal são, por exemplo, a batata-doce, a batata, o inhame, a abóbora, as cenouras,  o nabo, a rúcula, as folhas de mostarda, o gengibre, o feijão azuki, não esquecendo a importância de especiarias como os cominhos, as sementes de mostarda ou a erva-doce e, para quem gosta de picante, as malaguetas

2. Respiração: vamos nutrir os nossos pulmões respirando com intenção. Podes encontrar alguns exemplos de respirações aqui e aqui 

3. Reconhece a tua dor: a tristeza faz também parte da nossa vida. Mas se ignoramos o que sentimos esta dor pode tornar-se patológica, de acordo com a MTC. Por isso, aproveita este Outono para reconheceres a tua dor, a tua tristeza e não te julgues por isso. Se puderes, partilha-a com alguém. Chegou a hora de olhares em frente, de te libertares do passado para dares espaço ao futuro

O Retiro de Outono – detox, mindfulness, yoga, natureza, organizado pela Janete Chaves da Azorean Guarani em parceria comigo, correu tão bem que já estamos a planear os próximos! Por isso não te preocupes se não conseguiste participar neste retiro, pois haverão outras oportunidades! 🙂

Gostaria, assim, de agradecer à Janete Chaves por ter tido a ideia deste retiro e pelo convite que me fez, pela sua dedicação e entrega, não esquecendo ainda que foi mãe novamente há poucos meses.

Agradecer ao Eugénio Viana da Casa de Chá pelas refeições deliciosas que nos proporcionou, sem qualquer proteína animal e com ingredientes da mais alta qualidade.

Agradecer ainda à Rê Schermann por todo o apoio logístico, fotográfico, decoração do espaço e divulgação.

E, finalmente, agradecer a todas as mulheres que participaram neste Retiro, mulheres maravilhosas que decidiram tomar este tempo e espaço para si.

Nutre o teu ser,

Natacha

*Um dos pilares da MTC é a teoria dos 5 Elementos em que tudo é visto existindo no ciclo da natureza. Assim, quando os elementos (madeira, fogo, terra, metal e água) estão equilibrados estamos num estado de harmonia e somos saudáveis, mas quando há um desequilíbrio a doença desenvolve-se.

**Na MTC há 12 meridianos que são canais energéticos que transportam o chi (energia vital) ao longo do corpo. Estão presentes em ambos os lados do corpo e cada um relaciona-se com um órgão específico.

Foto: Rê Schermann

Pin It on Pinterest