Olá brisa do mar!

Estamos mesmo quase no Natal e assim começam os almoços, jantares e…as preocupações. É que se tens restrições alimentares (por exemplo, não podes comer glúten ou lacticínios) esta época pode trazer algumas dores de cabeça tentando encontrar um equilíbrio entre o convívio e o bem-estar do nosso organismo.

Em primeiro lugar gostaria que soubesses que o isolamento não pode ser uma opção em prol de uma alimentação saudável. De facto, é importante não esquecer que a nossa saúde e bem-estar também depende da qualidade dos nossos relacionamentos, o que inclui o convívio com a nossa família e amigos/as. Então quais são as minhas recomendações?

1. Planeia o que vais comer: fala antecipadamente com a pessoa que está a organizar o almoço ou o jantar. Explica-lhe que tens restrições alimentares e, por isso, gostarias de saber o que vai estar à mesa. Assim, já podes planear a tua refeição

2. Não apareças de estômago vazio: come qualquer coisa antes de saíres de casa. Com o estômago vazio aumentas a probabilidade de comeres a primeira coisa que te aparecer à frente e que te poderá fazer mal

3. Leva um prato para a festa: combina com o/a organizador/a que também irás fazer um prato. Confecciona-o à tua medida e depois partilha-o com os/as restantes convidados/as que irão ficar a conhecer outras opções alimentares e, quem sabe, até gostar!

4. Não te culpes: esta época é para ser vivida com alegria, por isso não te penalizes se por algum motivo saíres da tua dieta. Tenta compensar no dia seguinte com refeições leves dando especial destaque à fruta e aos vegetais

 

Ah, e claro, independentemente de teres ou não restrições alimentares evita comer até rebentar! Sim, sabemos bem como isso é comum nesta altura. Segue a regra dos 80%: come até que 80% do teu estômago esteja cheio. Isso irá ajudar-te a ter melhores digestões e, aliás, é um dos segredos da longevidade. 

 

Feliz Natal!

Natacha

 

 

Pin It on Pinterest